Cantos da FlorestaIniciação ao Universo Musical Indígena

Propostas didáticas

RECADO DAS AUTORAS

Trazendo as músicas indígenas para a sala de aula

Criamos propostas didáticas abertas a partir das quais o professor pode explorar outras possibilidades mais adequadas à sua realidade local.

Para trabalhar aspectos do mundo indígena, criamos atividades que visam estimular a compreensão desse universo tão complexo. Para conhecer e vivenciar as músicas, criamos jogos, exercícios de escuta, além de propostas de contextualização e outras dinâmicas, buscando estabelecer conexões com as principais particularidades de cada povo abordado.

Dada à riqueza do universo indígena, insistimos na ideia de que a música seja sempre permeada por atividades de outras áreas do conhecimento, buscando um aprendizado mais amplo e integral, pois na grande maioria das sociedades indígenas, a música não resulta de um aprendizado formal, mas sim de experiências cotidianas e ritualísticas que ocorrem em diversos momentos comunitários, fundamentada na transmissão oral.

 

Eixos

As atividades estão divididas em três eixos básicos: a escuta, a prática musical e a contextualização. Esses eixos podem se complementar, se mesclar e não necessariamente seguir uma ordem fixa. Cabe ao professor perceber qual sequência mais adequada a ser desenvolvida, isto é, se ele deve iniciar pela prática propriamente dita, ou sensibilizar a partir da escuta ou se pela contextualização.

 


 

Escuta

Atividades que buscam estimular a apreciação musical com o objetivo principal de aproximar o ouvinte da grande diversidade sonora indígena brasileira. Além da percepção dos elementos musicais, como timbre, melodia, ritmo, forma; a escuta desencadeia sensações, imagens, conhecimento prévio, que o professor pode aproveitar para disparar processos interdisciplinares, desenvolvendo aspectos do contexto, história, entre outros.

  1. Sensibilização Sonora
  2. A Escuta da Japurutu do Rio Negro
  3. A Flauta Mágica de Winih
  4. A História dos Bichos de Palop
  5. Dançando com a Kicrok
  6. Escuta da Cantiga Ñande Mbaraete’i Katu
  7. Escuta das Flautas de Pã Guarani
  8. Escutando Darö Wihã
  9. Escuta de Akoj Té – A Cantiga da Criação da Humanidade
  10. Escutando O Arco de Boca Kaingang
  11. Escutando a Musica da Curupira
  12. Escutando Dahipópo
  13. Escutando Daro Wihã
  14. Ouvindo e Cantando Ataware To
  15. Ouvindo e Cantando A Cantiga da Formiga
  16. Ouvindo A Cantiga de Fazer Dormir do Rio Negro
  17. Ouvindo e Cantando Apï Ayã Txutxitxutxi

 

Contextualização

Atividades que despertam o interesse e estimulam um conhecimento mais aprofundado dos saberes indígenas, ampliando assim, o olhar sobre os povos originários. A pesquisa sobre o contexto geográfico, histórico, antropológico e social são informações importantes que podem dar suporte ao conhecimento musical, possibilitando conexões significativas que possam dar base para práticas interdisciplinares.

  1. A História Dos Bichos De Palop
  2. Criação Musical Com Nomes De Povos
  3. Dançando Ao Som Da Cariço
  4. Jogo Flecha
  5. Mapapeando
  6. O Toré Dos Indígenas Do Nordeste
  7. Os Sopros Têm Histórias Para Contar
  8. Peteca Das Palavras
  9. Peteca Sonora
  10. Representando Seu Povo
  11. Ritual De Iniciação Wapté Mnhono Contextualizando

 

Prática musical

As propostas de prática musical para esse repertório indígena compreendem atividades que envolvem o cantar e o tocar. Algumas músicas desse livro podem ser cantadas individualmente ou em grupo e também podem ser adaptadas para alguns instrumentos usados no ambiente escolar, assim como ideias para construir instrumentos não convencionais a partir da sonoridade dos instrumentos indígenas. A construção de instrumentos requer uma percepção mais apurada na pesquisa de materiais, e propicia noções básicas de acústica, assim como a experimentação de possibilidades sonoras diversificadas.

Foram criados alguns arranjos vocais e instrumentais, alguns deles com percussão corporal, outros com xilofones e ou flautas. São primeiras ideias que podem ser ampliadas de acordo com o contexto de cada grupo. Além da interpretação dessas músicas, consideramos importante um trabalho de criação envolvendo improvisações e composições coletivas.

  1. Peteca Sonora
  2. Po Hamék – Bate Palmas, Bate Pés
  3. Palavras Que Viraram Música
  4. Cantando Ataware To – O Canto Da Galinha
  5. Cantando e tocando Cantiga De Winih
  6. Cantando e tocando a Taquara
  7. Cantando e tocando Ñande Mbaraete’i Katu
  8. Cantando e tocando O Canto Da Formiga
  9. Cantando e tocando Os Bichos De Palop
  10. Cantando Mamo Oimẽ Nde Rory (Arranjo)
  11. Cantando A Música da Curupira
  12. Cantigas De Ninar Do Rio Negro
  13. Cariço – Cantando Em Sistema Alternado
  14. Ouvindo E Cantando A Cantiga Da Formiga
  15. Ouvindo E Cantando A Cantiga De Dormir Do Rio Negro
  16. Ouvindo E Cantando Apï Ayã Txutxitxutxi
  17. Tirando A Melodia Do Arco De Boca Kaingang